Destinos

Madrid – Parte 1

04/04/2013

Hola!

Faz tempo que estou me enrolando para postar sobre Madrid, a capital e maior cidade da Espanha, com mais de 3 milhões de habitantes. Tenho fotos, tenho as informações, mas tinha que ser um post feito com cuidado, porque eu sempre acho que dicas de lugares para visitar têm que ser feitas com esmero (que palavra é essa gente?! Devo ter aprendido com a minha bisa! Hahaha…). Fui a Madrid por duas vezes, mas as duas vezes na correria. Uma vez foi em dezembro do ano passado quando chegamos (eu e o namo) do Brasil, ficamos  por duas noites e fez friooo, -2 graus, mas não nevou. Uma peninha, porque já que é para fazer -2, pelo menos tem que nevar, né!? Como tivemos só uma noite e dois dias, fizemos um tour corridaço. A gente gosta de pegar o mapa, algumas informações na internet e sair desbravando os lugares… Tiramos algumas fotos, sempre no celular porque a câmera boa que temos é um trambolho pra ficar carregando… Mas mesmo assim fizemos várias fotos bonitinhas. E a segunda vez que visitamos Madrid foi quando fomos ao Brasil em fevereiro e também foi corrido. Chegamos no domingo de tarde e nosso voo foi na segunda de noite, estávamos com os sogros, portanto os levamos para ver os principais pontos turísticos pois era a primeira vez deles em Madrid. Bom, com essa história acabei vendo muitos lugares duas vezes, mas vale a pena, porque ter um segundo olhar sobre tudo nessa vida é muito válido.

Acho o espanhol um povo “peculiar”, hehe… Ao mesmo tempo que são “calientes” são muito estúpidos, com o perdão da palavra, mas é assim que eles soam pra mim. Canso de falar “bom dia, boa tarde, boa noite, obrigada” e não ser correspondida, e olha que eu falo tudo isso em espanhol, rs… Nos comércios a maioria é meio “brutona”, mas nem sei se isso é tão ruim assim ou sou eu que sou chata mesmo, estou me acostumando, afinal sou uma “Garcia”, com bisavô nascido em Málaga e também tenho a estupidez no sangue. Quem vive próximo sabe, hehe… Mas com o meu sanguinho brasileiro, sou gente boa também, e educadinha até, entonces às vezes fico um pouco assustada com eles… Mas é o “jeitinho” espanhol, se acontecer com você, não leve a mal, não é nada pessoal. Bom, espero não ter ofendido ninguém com o meu desabafo, afinal, encontrei alguns (poucos) espanhóis legais no meio do caminho! 😉

Bom, voltemos a Madrid! Eu já pensava em visitar Madrid da outra vez que estive na Espanha (morei em Barcelona por 3 meses e viajei por algumas outras cidades espanholas), mas também pensava “ah, vai ser só mais uma capital como as outras que visitei, vou aproveitar meu tempo e dinheiro para visitar outro lugar…”,  olha, eu deveria ter visitado antes, viu?! Madrid além de grande centro econômico e político é uma cidade muito interessante, muito ativa, cheia de história, bares, restaurantes, arquitetura bonita e  por aí vai

Eu fiz uma prévia desse post e ficou gigante, entonces vou dividi-lo em 2 ou 3 partes, okay?!  Vou falar um pouco sobre os pontos turísticos que eu visitei e em seguida vou postar as fotos numeradas para vocês saberem do que estou falando…

Vamos lá!

Muita gente diz para começar a visita pela Puerta del Sol (1), e acho que sim, pode ser um bom ponto de partida, já que é tido como o Marco Zero de Madrid (a partir desse lugar conta-se a distância de Madrid à outras cidades da Espanha). A Puerta del Sol é uma praça rodeada por alguns edifícios históricos e é lá que os madrilhenhos e turistas se reunem no réveillon para as 12 badaladas do relógio à meianoite, e comem suas 12 uvinhas (uma por badalada). Até na tv eles transmitem esse “evento”. Tentei comer as 12 uvas na  última virada de ano e quase morri engasgada, hahaha… O lugar tem o nome de “Puerta” porque era a principal porta de entrada de Madrid no século XV. Na Puerta del Sol você também vai encontrar o grande símbolo da cidade, El Oso Y el Madrono, que é uma escultura de um urso e uma árvore de mirtilo.

Plaza Mayor (2) – fica pertinho da Puerta del Sol e é um dos mais importantes pontos turísticos de Madrid. A Plaza Mayor sofreu 3 grandes incêndios, nos anos de 1631, 1670 e 1790, depois do último incêndio os edifícios que rodeiam a praça tiveram seus andares diminuídos de 5 para 3. No centro da Plaza Mayor tem uma estátua de Felipe III que foi colocada lá no ano de 1848. Ótimo lugar para sentar e tomar uma taça de vinho ou um café apreciando o ir e vir de turistas e moradores da capital espanhola.

Gran Vía (3) – uma das principais ruas de Madrid, começa na Calle de Alcalá e termina na Plaza de España. Importante área comercial, turística e de lazer. Na  Gran Vía você encontra cinemas e teatros. Quando eu estive em Madrid tinham vários musicais em cartaz. Você vai ter que passar nessa rua, andando, de carro ou ônibus, porque é caminho para muitos dos pontos turísticos.

Plaza de España (4) – considerada uma das mais importantes  praças de Madrid. É nela que “termina” a Gran Vía. Na Plaza de España tem um conjunto de esculturas que homenageam o escritor Miguel de Cervantes, autor de Dom Quixote de La Mancha.

Templo de Debod (5) –  O Templo de Debod fica a dois minutinhos caminhando partindo da Plaza de España. Esse templo é um pedacinho do Egito antigo dentro de Madrid. Seria inundado pela construção de uma represa e então foi desmontado pedra por pedra do local onde estava no Egito, transportado e montado novamente em Madrid. Tem aproximadamente 2200 anos de antiguidade. Viajou para a Espanha em 1970 e foi aberto a visitação pública em 1972. A visita é grátis e fecha de segunda-feira. Deixe para ir até o Templo no fim do dia para tirar fotos do pôr do sol, a vista é incrível. Quando eu fui estava nublado, mas mesmo assim valeu a pena. Tem uma parte do Templo que é destinado a Deusa Isis. Você pode visitar esse lugar e também pode fotografar por dentro (sem flash). Não entramos porque estávamos na correria para variar e tinha uma filinha razoável. Mais informações sobre o templo, como horário e como chegar, você encontra aqui: www.madrid.es (clica no link – está em espanhol mas é fácil de entender).

Mercado de San Miguel (6) – O Mercado de San Miguel é ponto de visita de quem busca ingredientes de qualidade para suas receitas. São várias “banquinhas” com frutas, verduras, queijos, massas, peixes frescos e embutidos… é o paraíso da gastronomia! É também um lugar para comer ótimos tapas (calma gente, ninguém está falando de agressão aqui, “tapas” são os petiscos da Espanha). É muuuito difícil escolher o que degustar porque tudo salta aos olhos, tudo parece delicioso. Tem frutos do mar, paella, comida japonesa, diferentes tipos de doces e outras guloseimas. 

Vamos as fotinhas:

postMadrid12 postMadrid34postMadrid56

 Com a exceção da foto número 1 (Puerta del Sol), as outras foram são de autoria minha ou do Marc.  Imagem 1: Wikimedia

Gente, eu não queria que esse post ficasse mais longo do que já ficou, então, como escrevi no início, volto com mais uma ou duas partes falando sobre Madrid. Tem muita coisa para dizer ainda… 😉

Beijocas sabor churros da Mau.

VEJA TAMBÉM

Sem Comentários

Deixe uma Resposta