Destinos, Viagem

Paris – França – Parte 1/3

21/05/2017

Ah, Paris, Paris!

A capital da França encanta todos (ou quase todos!)!! Paris é a cidade mais populosa do país e está situada no centro da região de Île-de-France. A população da cidade é de mais de 2 milhões de habitantes e se contarmos toda a região metropolitana, mais de 12 milhões.

Paris foi fundada no século III a.C. pelos celtas e no século XVIII foi o centro da Revolução Francesa e se tornou um importante centro financeiro, de comércio, moda, ciência e arte. E assim ela continua até hoje, sempre movimentada, realizando sonhos, encantando com tanta arquitetura e charme.

Em Paris está o museu mais visitado do mundo, o Louvre e muitos outros museus importantes como o Orsay e o Museu de Arte Moderna. Na cidade também encontramos a Notre Dame, a Torre Eiffel, a Basílica de Sacré-Coeur e outros pontos turísticos famosos mundialmente.

Começamos o nosso dia na cidade fazendo um lanchinho no Campo de Marte… Confesso que foi difícil levantar do gramado para passear e filmar o restante da cidade. A vontade era ficar sentada ali o dia todo, apenas curtindo o solzinho e vendo as pessoas passarem… 🙂

O Campo de Marte (Champ de Mars) é um parque bem grande, que vai da Torre Eiffel até a Escola Militar e tem esse nome em homenagem a Marte, o deus romano da guerra. Nele acontecem shows e eventos públicos em geral, mas no dia a dia as pessoas gostam de ficar sentadas no gramado, tomando um sol e fazendo piquenique…

Do Campo de Marte dá pra tirar várias fotos da Torre Eiffel e um ótimo horário para um piquenique por lá é no fim da tarde, quando o sol se põe. Ao anoitecer, as luzes da torre se acendem e Paris fica ainda mais mágica.

Acredito que a Torre Eiffel dispensa muita explicação, ela é o ícone da França e o edifício mais alto de Paris. A torre é feita de ferro, foi construída para a Exposição Universal de 1889 e leva o nome de quem a projetou, o engenheiro Gustave Eiffel.

Milhões de pessoas sobem na torre a cada ano. Ela tem 324 metros de altura e 3 níveis que podem ser visitados, e para ir até o topo, o ingresso custa 17 euros. Site oficial da torre: http://www.toureiffel.paris

Campo de Marte e a Torre Eiffel. Foto: Marc W Bass

Depois de nos enrolar um pouco no Campo de Marte e ao redor da torre, resolvemos sair caminhando, atravessamos a ponte d’Iéna, e descemos umas escadas para chegar bem pertinho do Rio Sena. O Sena é o rio que banha Paris, ele deságua no Oceano Atlântico e tem uma extensão de 777 quilômetros.

O Rio Sena é muito usado como via de transporte de materiais de construção, carvão (para abastecer as usinas termelétricas) e trigo (muitos dos moinhos estão localizados na margem do rio). Outro transporte muito feito pelo Sena é o transporte de turistas. No seu passeio por Paris você vai perceber que sempre têm barcos pra cima e pra baixo, cheio de gente “babando” nas belezas da Cidade Luz. Em 1991, a Unesco declarou as margens do rio como Patrimônio da Humanidade. Só dentro de Paris são 37 pontes sobre o rio e mais muitas outras fora da cidade.

Rio Sena, Paris

Do Sena continuamos caminhando… O destino era o Arco do Triunfo, mas para chegar lá, no caminho estava os jardins e a praça do Trocadéro, dois ótimos lugares para tirar lindas fotos da Torre Eiffel. No Trocadéro está o Palais de Chaillot, que foi construído no ano de 1937 para a Exposição Universal, onde antes ficava o Ancieu Palais do Trocadéro e hoje em dia abriga um museu, um teatro e um restaurante. No subsolo do Trocadero fica o maior aquário da França, então fica a dica para quem gosta desse tipo de atração ou está viajando com crianças.

A Torre Eiffel vista do Jardim e da Praça do Trocadéro.

Caminhamos mais um pouco pela Avenue Kléber e logo chegamos no Arco do Triunfo.

O Arco do Triunfo é um monumento construído em comemoração as vitórias militares de Napoleão Bonaparte. Foi o próprio Napoleão que ordenou a construção do arco, no ano de 1806. Demorou 30 anos para ser construído, tem 50 metros de altura e é um símbolo de patriotismo e orgulho para os franceses.

Nos pilares do arco estão gravados os nomes das batalhas que os exércitos de Napoleão ganhou e o nome de mais de 500 generais franceses. Ele fica na praça Charles de Gaulle de onde partem as 12 principais avenidas de Paris. Não tente atravessar a avenida pra chegar no arco porque você provavelmente será atropelado, use a passagem subterrânea (tem uma entrada na Champs-Elysées). Custa 12 euros pra subir no arco. Para mais informações: www.paris-arc-de-triomphe.fr

Atravessamos pela passagem subterrânea novamente e já saímos na Avenida Champs-Elysées, uma das avenidas mais famosas do mundo. Nela estão cafeterias, restaurantes, lojas de artigos de luxos e outras nem tão luxuosas assim. Uma coisa bem característica da avenida são as suas árvores: Castanheiros-da-índia, podados em formato retangular.

O nome Champs-Elysées faz referência ao paraíso dos mortos na mitologia grega (Campos Elísios). A avenida, que é uma das mais bonitas do mundo, tem quase 2 quilômetros de comprimento e vai do Arco do Triunfo até a Place de la Concorde.

Descendo a Champs-Elysées, a caminho da Place de la Concorde, encontramos o Petit Palais, onde fica o Museu de Belas Artes (entrada gratuita) e o Grand Palais, que é dedicado a eventos e exposições temporárias.

Petit Palais, onde fica o Museu de Belas Artes de Paris.

E finalmente chegamos na Place de la Concorde (Praça da Concórdia).

A Place de la Concorde é a maior praça de Paris e a segunda maior da França, foi palco de importantes acontecimentos da história do país, como por exemplo a execução de Luís XVI e Maria Antonieta. Mais de 1000 outras pessoas também foram executadas ali, a guilhotina ficava onde hoje em dia fica o Obelisco de Luxor (um presente do Egito para a França). Além da roda gigante que é linda e rende umas fotos maravilhosas (no momento está desmontada), na praça estão várias estátuas que representam diferentes cidades francesas e duas fontes que representam os rios e as marés. Ah, e o nome “concórdia” foi escolhido para marcar a reconciliação dos franceses após a Revolução.

E assim terminamos nosso primeiro dia em Paris, com cores lindas do entardecer, nessa praça tão linda, com muita história e bem barulhenta também devido as avenidas que passam por ali.

Espero que vocês tenham gostado do passeio e lembrem-se que essa é apenas a parte 1 do passeio pela cidade… Teremos também parte 2 e 3! 🙂

Abaixo o mapa do nosso roteiro no primeiro dia e logo em seguida o vídeo do passeio (o pontinho amarelo é a localização de uma boulangerie, onde pegamos um sanduba para comer sentadinho no Champ de Mars antes de começar a filmagem/passeio pela cidade):

VEJA TAMBÉM

2 Comentários

  • Reply Cintia 21/05/2017 at 11:21 pm

    Maravilhoso! Aguardando os próximos vídeos! ???

    • Reply Maureen Garcia 02/06/2017 at 4:53 pm

      Obrigada Cintia!! Já já sai a parte 2 e a 3!! 😉

    Deixe uma Resposta