Viagem

Sevilha – Parte 2/2

19/06/2016

Olá!

Segunda e última parte da nossa visita por Sevilha! Se você ainda não viu a primeira parte, clique aqui.

No nosso segundo dia na cidade, começamos tomando café da manhã no 100 Montaditos, uma cervejaria onde servem além de cerveja, café, sanduichinhos (os tais dos montaditos) e outros petiscos. É uma opção ótima para quem quer dar uma economizada. Um espresso (ou um café com leite) custa 1 euro, os montaditos saem a partir de 1 euro cada, uma caneca de cerveja custa 1,50 euro. O nosso café da manhã consistia em um sanduíche (maior que os montaditos tradicionais) + suco de laranja natural + café, e cada combo custou 2,80 euros. O Marc quis uns churros com chocolate que custou 1,80 euros. Tem 100 Montaditos espalhado pela Espanha toda e eu indico como uma opção barata de petiscos e cerveja. O que fomos em Sevilha fica na Calle San Fernando, 29.

100montaditos

Café da manhã no 100 Montaditos. Foto: Marc W Bass.

Com a “pancinha” cheia, começou oficialmente nosso passeio pela cidade. Logo na frente do 100 Montaditos, está a Real Fábrica de Tabacos, hoje sede da Universidad de Sevilla. A Real Fábrica de Tabacos foi construída durante o século XVIII, como sede da primeira fábrica de tabacos estabelecida na Europa.

universidade

Real Fábrica de Tabacos de Sevilla

Entramos rapidinho pra dar uma olhada no edifício e fomos em direção ao Real Alcázar de Sevilla. O Real Alcázar é um dos palácios em uso mais antigos do mundo e é Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

No ano de 913, o califa Abderramán III mandou construir um novo centro de governo em Sevilha, sobre o lugar de um antigo assentamento visigodo, que antes tinha sido romano. Depois da queda do governo de Abderramán III, o Real Alcázar passou pela mão de outros governos muçulmanos que fizeram várias reformas e o converteram em um complexo de palácios, rodeado por muralhas. Depois da conquista de Sevilha, por Fernando III em 1248, o Real Alcázar se converteu em Palácio Real e com isso foram construídos mais palácios. Em 1931 foi entregue a prefeitura da cidade, que garantiu que uma parte continuaria sendo de uso exclusivo da Família Real.

O Real Alcázar de Sevilha recebe mais de 1 milhão de visitantes por ano. A entrada custa 9,50 euros. Para mais informações, acesse o website do Real Alcázar (está em espanhol mas é fácil de entender): alcazarsevilla.org

realalcazar

Patio de las Doncellas – Real Alcázar de Sevilla

Quando terminamos nossa visita no Real Alcázar, percebi que não daria para visitar a Catedral de Sevilha por dentro. No mês que estivemos na cidade, a catedral fechava as 17 h (normalmente no verão fica aberta até mais tarde). Uma pena porque não pude filmar para vocês, mas para nós tudo bem porque já tínhamos visto o interior da igreja quando visitamos Sevilha em 2012.

catedral

Catedral de Sevilha

A Catedral de Sevilha é a maior catedral gótica do mundo (em tamanho). Assim como o Real Alcázar, é Patrimônio da Humanidade pela Unesco. A construção se iniciou no século XV, no local onde ficava a antiga mesquita da cidade e terminou de ser construída no século XVI. Da mesquita original se conserva a Giralda (torre do campanário) e o Patio de los Naranjos. Os dois terços inferiores da Giralda, correspondem à antiga mesquita, do final do séc. XII. A parte de cima é uma construção da época cristã, e foi feita para abrigar os sinos. No topo da Giralda, está uma escultura chamada Giraldillo (daí vem o nome da torre). A Giralda tem 95 metros de altura e foi durante séculos a torre mais alta da Espanha. Para vocês terem uma ideia de comparação, a Torre de Pisa tem 56 metros e a Torre do Relógio (Big Ben) em Londres tem 96 metros.

A entrada da catedral custa 9 euros. Para mais informações, acesse o site: catedraldesevilla.es

Apenas passemos em volta da catedral e aproveitamos para tomar um sorvete em uma sorveteria muito boa, chamada Helados la Abuela. Fica do ladinho da catedral, na Avda. de la Constitución, 16.

Depois da catedral, fomos caminhando pelo bairro de Santa Cruz, o bairro mais turístico de Sevilha e que foi o bairro judeu da cidade. Fomos em direção a Plaza de la Encarnación, onde se encontra a escultura Metrosol Parasol, ou, as Setas de Sevilla ou ainda as Setas de la Encarnación). A escultura é a maior estrutura de madeira do mundo, com dimensões de 150 x 70 metros e 26 metros de altura. Foi o projeto ganhador de um concurso que a prefeitura de Sevilha fez para a reabilitação da praça.

O arquiteto responsável pela obra foi o alemão Jürgen Mayer. As obras do Metrosol Parasol começaram em 2005, mas devido a problemas financeiros, a escultura só foi inaugurada em 2011. Debaixo da grande escultura se encontram ruínas romanas e islâmicas, que foram descobertas durante a construção. É possível subir na estrutura (existe um elevador) e custa 3 euros por pessoa. A vista lá de cima é incrível.

metrosol

Vista de cima do Metrosol Parasol

Depois de ver um pôr do sol lindo de cima do Metrosol Parasol, fomos até um hotel que tem uma terraza aberta ao público, o Hotel Palácio Alcazar. A terraza tem vista para a catedral, que fica super bonita a noite, iluminada. Apenas tomamos um drink no e íamos em direção ao camping onde estávamos hospedados, mas a fome apertou e paramos no Café & Té (Calle San Fernando, 2), uma cafeteria que também serve lanches, saladas e aperitivos. Comemos hambúrgueres que estavam na promoção de 2×1, mas confesso que o sabor não estava lá essas coisas. Mas é como eu sempre digo “deu pra matar a fome, então tá bom”. Nessa vida de viajantes econômicos, vivendo em um motorhome, não dá para ser chato e dar uma de crítico gastronômico, hehe… 😉

catedralnoite

A catedral iluminada, vista da terraza do Hotel Palacio Alcázar.

No Café & Té finalizamos nosso dia em Sevilha, mas antes eu quis passar na Plaza de España para dar uma filmadinha (e fotografar) nela iluminada, que eu acho linda!

plazaespana

Plaza de España, Sevilla

Espero que vocês também tenham achado a Plaza de España iluminada e Sevilha, incríveis! Gostamos muito da cidade e espero que com os dois posts e os dois vídeos eu tenha conseguido passar um pouco da impressionante energia que a capital da Andaluzia tem. Vale muito a visita, quem vai, não se arrepende…

Abaixo está o mapa com os locais onde passamos. Faço esse mapa no Google e dessa vez não consegui colocar os trajetos de um ponto ao outro porque o Google estava meio “engraçado”. Mas espero mesmo assim que sirva de ajuda para quem tem planos de visitar Sevilha (qualquer dúvida vocês sempre podem me mandar mensagem por aqui nos comentários, no Instagram, no YouTube ou na fanpage do Facebook).

>center>

 

Assista o vídeo abaixo para obter uma experiência completa… Nosso próximo destino é Faro, em Portugal. Se não está inscrito no canal ainda, se inscreve para não peder nenhum passeio! Beijão!

 

VEJA TAMBÉM

Sem Comentários

Deixe uma Resposta