Portugal, Viagem

Porto – Portugal – Parte 1/2

13/12/2016

Porto é a segunda maior cidade de Portugal (a primeira é Lisboa) e fica no noroeste do país. Conhecida mundialmente pelo seu vinho e pela sua arquitetura, é Patrimônio Mundial pela Unesco. A cidade do Porto carrega o apelido de “capital do norte”, e tem suas origens num povoado pré-romano. Na época romana chamava Portus Cale, daí vem o nome do país, Portugal.

Começamos nosso primeiro dia de passeio na Praça da Liberdade, que fica na Avenida dos Aliado, a principal avenida e centro da cidade. Tem esse nome em homenagem aos países aliados da Primeira Guerra Mundial e é a “sala de visitas” do Porto.

img_2779

Avenida dos Aliados, Porto.

Da Praça da Liberdade caminhamos até a Câmara Municipal do Porto. O edifício começou ser construída em 1920, mas só passou a funcionar como câmara municipal em 1957. É possível visitar o prédio, mas apenas no primeiro domingo de cada mês e tem que ser agendado com antecedência. Para mais informações, clique aqui.

img_2780

Câmara Municipal do Porto

Depois fomos até o Mercado do Bolhão, o mercado mais emblemático da cidade. Lá se pode encontrar todo tipo de produtos frescos, flores, artesanato, vinho do porto entre outras coisas. A edifício foi construído no ano de 1914, mas desde 1838 já existia uma feira-livre no local. Tem mais de 30 anos que o mercado espera uma reforma, mas parece que agora, no começo do ano de 2017, ela finalmente vai começar. O horário de funcionamento do Bolhão é de segunda à sexta-feira, das 7h às 17h e sábado das 7h às 13 h.

img_2789

Mercado do Bolhão

Do Bolhão, fomos dar uma passadinha na Rua Santa Catarina, a principal rua de comércio do Porto. Ótima para quem quer fazer umas comprinhas… 🙂

Na Rua Santa Catarina além de várias lojas, está a Capela das Almas de Santa Catarina, toda coberta com azulejos, bem típico de Portugal! A capela foi construída no séc. XVIII e os azulejos são do ano de 1929. As ilustrações representam a vida de Santa Catarina e de São Francisco de Assis. Vale uma visita para admirar o edifício por dentro e por fora…

colagem3

Rua Santa Catarina e Capela de Santa Catarina

A fome apertou e fomos até o Lado B Café para provar um sanduíche típico do Porto: a famosa francesinha! A francesinha consiste em duas fatias de pão de forma, recheadas com um bife, salsicha, lingüiça, fiambre, mortadela, coberta com queijo e com molho. No Lado B você ainda tem a opção de adicionar um ovo frito por cima! Em vários lugares, a francesinha vem acompanhada de batata frita, no Lado B Café ela é opcional e custa €1,20.

Convenci o Marc a provar o famoso sanduíche, porque eu não curto essa quantidade toda de proteína em um pequeno pedaço de pão, hehe… Ele provou e gostou, mas já vou adiantar que não foi a melhor francesinha da nossa passagem pela cidade (para saber qual foi a preferida, você vai ter que voltar pra ver a parte 2!).

O Lado B registrou o nome de “A Melhor Francesinha do Mundo” (isso não significa exatamente que seja a melhor do mundo… 😉 ), e a que tem esse nome no cardápio, custa €8,25. Eu comi um sanduíche bem mais modesto, um Prego Primavera Sound (pão, alcatra, fiambre e queijo), que custou €3,75.

colagem2

A Francesinha e o Lado B Café.

Bom, pra quem acha que ficamos satisfeitos depois da visita ao Lado B, está enganado, saímos de lá e fomos direto para o Majestic Café, que fica na Rua Santa Catarina, onde já tínhamos passado antes. O Majestic é uma cafeteria histórica na cidade, do ano de 1921. Lá se encontravam várias personalidades da vida cultural e artística do Porto.

Ficou fechado por dois anos para reforma e recuperação e foi reaberto em 1994. J.K. Rowling, a autora de Harry Potter, morou um tempo na cidade e ela costumava ir até o café na companhia do seu ex-marido, que era português. O presidente Juscelino Kubistchek também teria passado pelo Café Majestic e se encantado. E não tem como não se encantar, o ambiente é bem requintado, o atendimento é bom e foi eleito um dos cafés mais bonitos do mundo.

Ah! Aviso que não é a cafeteria mais baratinha de Portugal, mas vale a visita, principalmente pela beleza do local. Minha dica: um café com leite custa €4,00 (caro!), uma sobremesa acompanhada de um cálice de vinho do Porto, custa a partir de €10,00 (o que eu acho bem mais aceitável!). Então deixa o cafezinho para um boteco qualquer e saia feliz do Majestic depois de um creme brulé ou rabanada harmonizados lindamente com um vinhozinho! 😀

img_2836

Majestic Café

Agora sim, mais do que “abastecidos”, caminhamos para a Estação de São Bento, um lugar lindo, que tem que ser visitado na cidade! A Estação de São Bento, que é uma estação de comboio (trem) e metrô foi oficialmente inaugurada em 1916, mas já funcionava de forma provisória desde 1986. Ela é toda revestida com vinte mil azulejos que levou 11 anos para serem pintados pelo artista Jorge Colaço. As pinturas ilustram a evolução dos transportes e cenas da história e vida portuguesas.

img_2871

Estação Ferroviária de São Bento

Da estação, fomos caminhando até a livraria Lello & Irmão (chamada também de Prólogo ou Chardron). É uma das mais belas livrarias do mundo. O atual edifício foi inaugurado em 1906 e tem a fachada em estilo neo-gótico. A decoração da livraria por dentro é um show a parte, toda em madeira e gesso pintado imitando madeira. O vitral do teto, a escada… O difícil é ficar apenas alguns minutos passeando por ali, a vontade é de passar o dia todo saracoteando pelos livros e respirando aquele clima de livraria dos sonhos.

Já que citamos J.K. Rowling anteriormente nesse post, não vai dar para não citar novamente. Ela também frequentava muito a livraria e o que dizem é que foi dali que ela tirou inspiração para a Floreio e Borrões (livraria da história do Harry Potter) e também para a escadaria de Hogwarts. Será?! 😉

A entrada na livraria custa €3,00, mas na compra de um livro, esse valor é abatido. Por exemplo, eu comprei um livro que custou €10,00. Então peguei a minha entrada e a do Marc e só tive que pagar a diferença de €6,00, entendeu?! 🙂

colagem4

Livraria Lello

Saímos da livraria e corremos para visitar a Torre dos Clérigos. Essa torre sineira faz parte da Igreja dos Clérigos e foi construída no séc. XVII. Tem 76 metros de altura, e para chegar no topo é preciso subir uma escadaria em forma de espiral com 240 degraus. A arquitetura é em estilo barroco e seu arquiteto foi o italiano Nicolau Nasoni.

A Torre dos Clérigos é uma das principais atrações turísticas da cidade do Porto. Demos uma passadinha (bem correndo!) pela igreja também, que é muito famosa pela torre. A subida na torre custa €3,00 e dá direito também a visitar a Exposição Irmandade e a Coleção Christus. Existe também uma visita noturna à torre, das 19h às 23h e essa custa €5,00.

colagem1

Torre e Igreja dos Clérigos

Esse foi nosso primeiro dia de passeio pela cidade do Porto, espero que vocês tenham gostado! Abaixo, o mapinha com a nossa rota:

Vídeo:

VEJA TAMBÉM

Sem Comentários

Deixe uma Resposta